Cncer de Estmago

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Cncer de Estmago

Tambmdenominado cncer gstrico, os tumores do estmago se apresentam,predominantemente, na forma de 04 tipos histolgicos: adenocarcinoma (95% doscasos), linfoma (cerca de 3% dos casos), leiomiossarcoma (GIST) e tumoresneuroendcrinos (TNE).

O pico deincidncia se d em homens por volta dos 70 anos. Cerca de 65% dos pacientestm mais de 50 anos. No Brasil, esses tumores aparecem em terceiro lugar naincidncia entre homens e em quinto entre as mulheres. O maior nmero de casosocorre no Japo, onde so encontrados 780 doentes por 100.000 habitantes.Estima-se para 2016 no Brasil 20.520 novos casos, sendo 12.920 homens e 7.600mulheres (2016 – INCA).

Paraprevenir o cncer de estmago fundamental seguir dieta balanceada, compostade vegetais crus, frutas ctricas e alimentos ricos em fibras, desde ainfncia. cido ascrbico (vitamina C) e betacaroteno (precursor da vitaminaA), encontrados em frutas e verduras frescas, agem como protetores contra ocncer de estmago, porque evitam que os nitritos (conservantes encontrados emalimentos industrializados) se transformem em nitrosaminas. Alm disso, importante o combate ao tabagismo e a diminuio da ingesto de bebidasalcolicas.

Alimentaopobre em carnes e peixes e nas vitaminas A e C, ou ainda alto consumo dealimentos defumados, enlatados, com corantes ou conservados em sal so fatoresde risco para esse tipo de cncer.  Emalgumas regies brasileiras, como alguns locais do Nordeste, onde os alimentosno so mantidos em geladeira e a sua conservao ruim, o nmero de casos decncer de estmago aumenta significativamente. Ingesto de gua proveniente depoos com alta concentrao de nitrato est tambm relacionada maiorincidncia de tumores gstricos.

Algumasdoenas pr-existentes podem ter forte associao com esse tipo de tumor, comoanemia perniciosa, leses pr-cancerosas (como gastrite atrfica e metaplasiaintestinal), e infeces pela bactria Helicobacter pylori (H. pylori).

Presente nosalimentos e na gua potvel, a H. pylori considerada a segunda maisfreqente, s superada pelas bactrias da crie. Estima-se que ela habite oestmago de cerca de 70% da populao no Brasil, porm somente indivduospredispostos geneticamente so afetados. O tratamento por meio deantimicrobianos contra a bactria efetivo em 95% dos casos. A H. pyloritambm predomina nas regies onde o nvel socioeconmico mais baixo. Elacausa gastrite crnica que, sem tratamento, evolui para gastrite atrfica eatrofia gstrica.

Fumantes queingerem bebidas alcolicas ou que j tenham sido submetidas a operaes noestmago tm maior probabilidade de desenvolver esse tipo de cncer, assim comopessoas com parentes que foram diagnosticados com cncer de estmago.

No hsintomas especficos do cncer de estmago, porm alguns sinais como perda depeso e de apetite, fadiga, sensao de estmago cheio, vmitos, nuseas e desconfortoabdominal persistente podem indicar uma doena benigna (lcera, gastrite,etc.), ou mesmo tumor de estmago. Massa palpvel na parte superior do abdome,aumento do tamanho do fgado e presena de ngua na rea inferior esquerda dopescoo e ndulos ao redor do umbigo indicam estgio avanado da doena.Sangramento gstrico incomum em leses malignas, entretanto o vmito comsangue ocorre em cerca de 10 a 15% dos casos. Tambm podem surgir sangue nasfezes, fezes escurecidas, pastosas e com odor muito forte (indicativo de sanguedigerido). Quando o exame fsico est sendo realizado pelo mdico, o pacientecom cncer pode sentir dor no momento em que o estmago palpado.

Paradiagneostico so utilizados 02 exames: a endoscopia digestiva alta com bipsia,o mtodo mais eficiente e mais utilizado, e o exame radiolgico contrastado doestmago na impossibilidade da endoscopia. A endoscopia permite a avaliaovisual da leso, a realizao de bipsias e a avaliao citolgica. Nesseexame, um tubo flexvel com uma microcmera introduzida pela boca e conduzidaat o estmago sob sedao. Grande parte dos casos de cncer de estmago diagnosticada em estgio avanado porque no h sintomas especficos,principalmente nas fases iniciais, portanto qualquer sinal de alerta deve serinvestigado. Atravs da ultrassonografia endoscpica possvel avaliar ocomprometimento da parede gstrica e a propagao das clulas cancerosas parargos prximos e ndulos linfticos. Tomografia computadorizada de trax e abdomecompleta o estadiamento com visualizao de outros rgos.

Em fasesmuito iniciais o tratamento por endoscopia pode ser realizado, porm rarodiagnosticar o tumor neste estgio. O tratamento cirrgico, retirando parte outodo o estmago, alm dos ndulos linfticos prximos, a principalalternativa teraputica e a nica chance de cura. Para determinar a melhorabordagem cirrgica, deve-se considerar a localizao, tamanho, padro eextenso da disseminao e tipo histolgico do tumor. A radioterapia e aquimioterapia so considerados tratamentos associados que podem ser realizadosantes e aps a cirurgia, podendo conferir melhor chance de cura.

Fonte:www.inca.gov.br

Confira outros informativos

Cncer de Pncreas
Continue Lendo...
Cncer de Pele
Continue Lendo...
Cncer de Esfago
Continue Lendo...